Conselho Económico e Social nomeia UMP como membro efetivo

CES final Luís Alberto Silva (UMP) na tomada de posse

A União das Mutualidades Portuguesas foi nomeada como membro efetivo do Conselho Económico e Social (CES), enquanto entidade representativa do setor das Mutualidades. Luís Alberto Silva, presidente do Conselho de Administração da UMP, participou na cerimónia de tomada de posse, que ocorreu na passada quinta-feira (dia 1), na sede do CES, em Lisboa, sendo acompanhado por José Carvalho, igualmente membro do CA da UMP e que foi nomeado como membro suplente do CES.

"Este é um momento importante para o setor das Mutualidades e a concretização de uma reivindicação antiga da União das Mutualidades Portuguesas", referiu Luís Alberto Silva após tomar posse na sede do CES. "Com mais de 2.5 milhões de beneficiários, as Associações Mutualistas têm uma intervenção importantíssima na nossa sociedade, conciliando como poucas instituições as dimensões sociais e económicas e contribuindo para a criação de riqueza e coesão social. A UMP, enquanto única entidade oficial representativa do Movimento Mutualista português, trabalhará, como sempre, com todas as entidades do Governo na procura de respostas para os mais prementes desafios sociais e económicos do país", afirmou o responsável da UMP.

O CES (www.ces.pt) é um órgão de consulta e concertação social, tendo como principais objetivos a promoção da participação dos agentes económicos e sociais nos processos de decisão dos órgãos de soberania neste âmbito, sendo o espaço de diálogo entre o Governo, os parceiros sociais e restantes representantes da sociedade civil. Recorde-se que a Lei 81/2017, publicada no passado mês de agosto, aumentou a representação do setor social na composição do CES.

Clique aqui para ver mais imagens da tomada de posse.

CES1António Correia de Campos (presidente do CES, ao centro)

 

CES2 Luís Alberto Silva e José Carvalho (membros do CA da UMP)