Mutualidades disponíveis para gerir unidades de saúde familiar

A IMG 5059

O Presidente do Conselho de Administração da União das Mutualidades Portuguesas (UMP), Luís Alberto Silva, reiterou a disponibilidade do Movimento Mutualista para gerir Unidades de Saúde Familiar (USF), mediante a celebração de contratos de concessão ou exploração com o Estado.

Durante uma audiência com o Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ventura Ramos, o dirigente manifestou o interesse e a disponibilidade de aproximadamente duas dezenas de associações mutualistas de Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo e Alentejo na gestão daquelas unidades.

Para Luís Alberto Silva, a entrada das mutualidades na gestão dos cuidados de saúde primários traria vantagens no acesso a médico de família e atendimento “mais célere” das populações, com “menos recursos e atendendo às concretas necessidades do meio em que se inserem”.

Nesta audiência, em que participou também o Presidente do Conselho Diretivo do Infarmed, Rui Santos Ivo, a UMP, representada por Luís Alberto Silva e Sérgio Meira, abordou várias preocupações do Movimento Mutualista relacionadas com as Farmácias Sociais e a prescrição de meios complementares de diagnóstico e terapêutica.