Comissão Permanente do Setor Social reúne para traçar novas metas

 Decorreu, no dia 3 de fevereiro, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, a primeira reunião da Comissão Permanente do Setor Social e Solidário (CPSS), conduzida pelo atual Governo.

Nesta reunião, para além da União das Mutualidades Portuguesas (UMP), estiveram presentes o Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva, a Secretária de Estado da Segurança Social, Cláudia Joaquim, o Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, o Secretário Adjunto da Saúde, Fernando Araújo, o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, o Secretário de Estado da Educação, João Costa, e os representantes da União das Misericórdias e da CNIS. Está previsto que, em futuras reuniões, estejam representados o Ministério das Finanças e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

A sessão iniciou com a apresentação do Programa do Governo e a identificação de prioridades, com vista a melhorar as competências de concertação estratégica no âmbito da cooperação entre Estado e setor social. O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social defendeu ser necessário reforçar a visão de uma parceria público-social, a qual tem permitido o desenvolvimento de novos modelos de respostas sociais, evitando a duplicação das mesmas entre os vários parceiros.

O presidente do Conselho de Administração da União das Mutualidades Portuguesas, Luís Alberto Silva, reiterou a necessidade de se proceder à alteração do atual Código das Associações Mutualistas (CAM), já que a sua aprovação terá consequências positivas para o futuro e para a ação das Mutualidades.
Entre outros assunto, a UMP manifestou ser urgente solucionar alguns problemas, constrangimentos e dificuldades, relacionados com a saúde, sentidos pelas Associações Mutualistas.