Mutualistas aprovam novo Dia do Mutualismo

IMG 3105Realizou-se, no dia 20 de fevereiro, a Assembleia Geral Ordinária da União das Mutualidades Portuguesas, na sede da Associação de Socorros Mútuos Freamundense – Associação Mutualista . No seu decurso, foram aprovados por unanimidade o Relatório e Contas de 2015 e o respetivo Parecer do Conselho Fiscal, e foi aprovada por maioria a proposta para a fixação de data para comemoração do Dia do Mutualismo a 8 de julho.
No que respeita à instituição de uma nova data comemorativa do Dia do Mutualismo, Luís Alberto Silva referiu que, tendo em conta a reconhecida e meritória importância da ação do movimento mutualista em prol da solidariedade e da segurança social em Portugal, “o Conselho de Administração da UMP pretende que esta comemoração seja oficialmente reconhecida e consagrada como Dia Nacional”, razão adicional para que a Assembleia Geral se pronunciasse a fixar a data desta comemoração. A data escolhida, por maioria, foi a de 8 de julho, atendendo a que, segundo o historiador Henrique Gama Barros, foi a 8 de julho de 1297 que surgiu a primeira Associação Mutualista, em Beja.
Outros assuntos que foram discutidos foi a urgência da aprovação do novo Código das Associações Mutualistas. Por último, o presidente do CA da UMP apelou à participação das AM’s em todas as questões de importância ao movimento, nomeadamente, nas Jornadas Mutualistas Regionais.
A Assembleia Geral contou, igualmente, com a intervenção do presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, Humberto Brito, e da presidente da Associação de Socorros Mútuos Freamundense, que se congratularam pela organização da Assembleia Geral no concelho.
“É para nós uma imensa honra receber a Assembleia Geral da UMP no nosso concelho que tem uma Associação Mutualista centenária e que tem mostrado uma grande dinâmica. Tenho de dar os parabéns à Dra. Armanda (Presidente do CA da ASM Freamundense) pelo trabalho, dedicação e coragem em liderar esta Associação, e que faz um trabalho de louvar pela sua terra, sempre em prol do movimento mutualista”, referiu Humberto Brito. Sentimento, aliás, partilhado pelo presidente do CA da UMP que tem procurado descentralizar o raio de ação da UMP, marcando presença quer nas suas reuniões, quer nas Assembleias, nas mutualidades de norte a sul do país.
A Assembleia Geral lotou o auditório da ASM Freamundense, registando a presença e participação de cerca de 70% das Mutualidades filiadas na UMP.