121 anos da Associação Mutualista de Moreira da Maia celebrados com os Associados

AM MOREIRA MAIA SITE UMP 1000

O presidente do Conselho de Administração da União das Mutualidades Portuguesas, Luís Alberto Silva, destacou “o importante papel” que a Associação Mutualista de Moreira da Maia e Freguesias Circunvizinhas tem desenvolvido ao longo dos anos junto da comunidade e no seio do Movimento Mutualista.

Durante a sessão comemorativa do 121.º Aniversário da Associação, realizada no sábado, dia 8 de setembro, na sede da Associação e na presença de mais de duas dezenas de Associados que foram presenteados pela Direção com uma lembrança, ficou vincada a necessidade de rejuvenescimento do mutualismo. “É uma alegria ver esta sala tão bem composta. Que para o próximo ano, aqui estejamos todos reunidos, trazendo mais jovens para o nosso seio”, afirmou Manuel Dias, dirigente da Associação Mutualista.

Luís Alberto Silva acentuaria essa tónica durante a intervenção que proferiu, onde apelou aos dirigentes locais para que “envolvam os jovens nas iniciativas e projetos da instituição” e os incluam nos órgãos associativos, pois “só assim o mutualismo será verdadeiramente compreendido e reconhecido pelas gerações mais novas”.

Numa alusão, à entrada em vigor do novo Código das Associações Mutualistas, Luís Alberto Silva chamou a atenção para a necessidade de Moreira da Maia e todas as outras Mutualidades acelerarem os mecanismos de alteração dos seus estatutos, em conformidade com as normas deste novo Código, disponibilizando, para o efeito, o apoio da União das Mutualidades Portuguesas nesse complexo processo.

 

Escrever a sua História e olhar o futuro com esperança

Com mais de 11 mil associados e cerca de 25 mil beneficiários, disponibiliza serviços de clínica geral, fisiatria, medicina dentária, oftalmologia e outras especialidades no âmbito do protocolo com a Liga das Associações Mutualistas do Porto, subsídio de funeral, apoio jurídico e acesso a bens e serviços prestados pelas várias entidades com que tem protocolos estabelecidos.

Aos 121 anos, a Associação revela orgulho no seu passado, que vai ser contado em livro, num trabalho meticuloso de pesquisa histórica que já permitiu trazer à luz do dia documentos de grande significado, como o alvará mais antigo da instituição, datado de 1915, assinado por Manuel de Arriaga, primeiro Presidente eleito da República Portuguesa. Esse alvará, juntamente com outros dos anos 70 do século passado, está emoldurado e afixado na sede da Associação Mutualista.

O futuro faz-se de desafios em Moreira da Maia. Assim que o espaço do rés-do-chão da sede fique livre, os serviços administrativos, que atualmente se encontram no primeiro andar, serão para aí transferidos, de forma a facilitar a acessibilidade aos associados.

O alargamento das respostas na área da assistência na saúde é outro objetivo que está nos horizontes da Direção da instituição.

Depois da sessão comemorativa, em que intervieram ainda Fernando Silva Dias, presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação, e Diamantino Coelho, membro da Junta de Freguesia de Moreira da Maia e dirigente da mutualidade, realizou-se uma romagem ao cemitério local para deposição de uma coroa de flores em homenagem aos associados e colaboradores falecidos, e uma Missa Solene na Igreja Conventual.