Presidente da UMP entronizado pela Federação das Confrarias Báquicas de Portugal

ENTRONIZACAO site 1000

Luís Alberto Silva, Presidente do Conselho de Administração da União das Mutualidades Portuguesas (UMP), foi entronizado pela Federação das Confrarias Báquicas de Portugal, numa cerimónia em que também receberam as insígnias de confrades personalidades como o Ministro da Cultura, Luís Castro Mendes, a Secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, o Reitor da Universidade de Trás-Os-Montes e Alto Douro, António Fontainhas Fernandes, e a jornalista Dina Aguiar.

A cerimónia decorreu na Igreja de Vila Nova de Foz Coa, depois de uma missa presidida pelo Bispo de Aveiro, António Moiteiro, também ele entronizado.

“É com grande orgulho e sentido de responsabilidade que a União das Mutualidades Portuguesas, que representa o Movimento Mutualista português, que concede benefícios a mais de dois milhões e meio de pessoas, se associa  a esta jornada carregada de simbolismo”, sublinhou Luís Alberto Silva, na intervenção que proferiu no final da cerimónia.

Estabelecendo uma ponte entre o mutualismo e a atividade vitivinícola, lembrou, a título de curiosidade, que o Movimento Mutualista português tem 721 anos de História e que “a primeira Associação Mutualista foi fundada no Alentejo, em 1297, em pleno reinado de D. Dinis, e a sua ação estava ligada precisamente à agricultura, em que se enquadram a Vinha e o Vinho”.

Perante dezenas de representantes das diferentes confrarias portuguesas ligadas ao Vinho, novos confrades e convidados, Luís Alberto Silva, assumiu o compromisso de “contribuir, ainda que de forma singela, no mundo do Mutualismo, em Portugal e além-fronteiras, nas organizações internacionais em que estamos representados, para a divulgação e promoção deste produto de características inigualáveis”.

A cerimónia de entronização de novos confrades fazia parte do programa da Festa da Vindima, que resulta de uma parceria da Quinta da Boeira, Ponto Urbano e União das Mutualidades Portuguesas. O programa começou com uma receção na Câmara Municipal de Meda e prosseguiu no centro de vinificação de Cancelos de Baixo, naquele concelho, onde estudantes do programa “Erasmus +” que frequentam a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) pisaram uvas no lagar, com animação musical assegurada por grupos locais.

“Para além da associação do Mutualismo, que cria riqueza e gera emprego, mesmo em momentos de contração da economia, a uma fileira importante como o Vinho, esta parceria permitiu ainda recolher experiências no âmbito do programa “Erasmus +”, numa altura em que a UMP está a trabalhar no projeto “Your Home”, que acolherá 37 jovens refugiados de cinco países, no próximo ano”, explica Luís Alberto Silva.