União das Mutualidades Portuguesas na Gala de Reconhecimento Social da Inatel

INATEL GALA RECONHECIMENTO 1000

 

A União das Mutualidades Portuguesas esteve representada na “Reconhecer – Gala de Reconhecimento Social”, através da qual, a Fundação Inatel realça a importância do trabalho desenvolvido no campo da intervenção social, reunindo os principais intervenientes em iniciativas promovidas pela fundação e por outras entidades, assim como os representantes de organizações com um papel relevante no campo das políticas sociais.

O evento decorreu no dia 22 de janeiro, no Teatro da Trindade, em Lisboa, e contou com a apresentação de José Carlos Malato e a participação de Carlos Alberto Moniz e Roncos do Diabo.

A gala reuniu os principais intervenientes de atividades organizadas durante o ano de 2018, quer da iniciativa da Inatel, como a “Aldeia dos Sonhos” e “Conversa Amiga”, quer de iniciativas de indivíduos e entidades que desenvolvem o seu trabalho no seio das comunidades que integram (“Ajudar” e “Prémio CCD”).

O programa Aldeia dos Sonhos é direcionado para os habitantes de aldeias portuguesas isoladas geográfica e socialmente, onde vivem menos de 100 pessoas, com o objetivo de proporcionar experiências turísticas, culturais e desportivas, tendo-se centrada, em 2018, em Penhaforte, no concelho de Pinhel.

A iniciativa "Ajudar" reconhece o mérito do trabalho desenvolvido por entidades no âmbito da ação social, formal e informal, em benefício de outros. A Casa do Povo de Abrunheira (Montemor-O-Velho) e a Associação Coração Amarelo (Delegação de Oeiras) foram as entidades reconhecidas.

O Prémio CCD, atribuído aos Centros de Cultura e Desporto - parceiros da Fundação Inatel, pelo trabalho desenvolvido ao longo ano, especialmente no contexto da economia e da responsabilidade social -, contemplou: a Associação de Moradores das Lameiras (Famalicão), a Casa do Povo de Vila Franca do Campo (São Miguel, Açores) e o Orfeão de Leiria.

Foram, ainda, distinguidos os Centros de Cultura e Desporto que, em 2018, assinalaram 100 anos de atividade, designadamente: a Associação Cristã Mocidade Portuguesa (Coimbra), o Grupo Dramático e Musical Flor de Infesta (Matosinhos) e o Lisboa Ginásio Clube (Lisboa).

Além da distinção do Voluntário de 2018 no projeto "Conversa Amiga", uma linha de atendimento telefónico que ouve os problemas de quem precisa, foi atribuído o Prémio de Mérito Inatel à Associação Portuguesa de Portadores de Trissomia 21. 

 

Fotos: Fundação Inatel