UMP propõe “pacto em nome do rejuvenescimento” na Reunião Anual de Presidentes Mutualistas

RAPM2019 1000

 

O presidente do Conselho de Administração da União das Mutualidades Portuguesas (UMP), Luís Alberto Silva, aproveitou a II Reunião Anual de Presidentes Mutualistas, que se realizou no dia 26 de janeiro, na Mealhada, para propor “um pacto em nome do rejuvenescimento do Movimento Mutualista” pelas vias da idade e das ideias.

Na sessão de abertura dos trabalhos da cimeira dos presidentes, que reuniu mais de meia centena de participantes de todo o país, superando o nível de participação da primeira edição em 2018, o dirigente defendeu um compromisso da UMP e das Associações Mutualistas em alcançarem o objetivo de chegarem ao ano de 2023 com, pelo menos, um terço dos seus órgãos associativos constituídos por mulheres e jovens.

No plano das ideias, Luís Alberto Silva sustentou que o Movimento precisa de “comunicar mais e melhor” e “ganhar dimensão, pela sua ação, pela interação com as comunidades, pela visibilidade, mas sobretudo pelo leque de respostas que for capaz de dinamizar para resolver os problemas das pessoas”.

A esse nível, afirmou que as Mutualidades não podem continuar amarradas à resposta tradicional do subsídio de funeral, exortando-as a lançar um olhar atento às necessidades das regiões onde estão inseridas e em dinamizarem novas respostas, que podem passar por uma farmácia social, clínica médica, centro de convívio, universidade sénior, ou serviços de apoio domiciliário e de saúde mental, centro de dia, lar ou centro de apoio a vítimas de violência doméstica.

Na sua intervenção, Luís Alberto Silva deixou ainda um desafio à Câmara Municipal da Mealhada, que se fez representar na sessão de abertura pelo Vice-Presidente, Guilherme Duarte, para incentivar a criação de uma marca mutualista no Município, replicando os exemplos dos trabalhadores das Câmaras Municipais de Gondomar e de São Pedro do Sul, que constituíram Mutualidades.

A II Reunião Anual de Presidentes Mutualistas, enquanto espaço de fortalecimento de laços entre líderes e de partilha de experiências e boas práticas, produziu reflexões valiosas sobre os problemas com que as Mutualidades se debatem e a forma como os procuram resolver. E um dos aspetos que mais centrou as atenções ao longo dos trabalhos foi a preocupação em tornar as Associações Mutualistas mais atrativas aos jovens, para inverter a curva descendente do número de Associados e o envelhecimento do tecido associativo.

Durante o evento, foi apresentado um vídeo que resume a atividade da UMP e do Movimento Mutualista em 2018 (que está disponível na página de Facebook da UMP) e apresentada a lista de eventos prevista para 2019, na qual sobressai o Dia Nacional do Mutualismo, a 8 de julho.

O Encontro Nacional de Mulheres Mutualistas e o Encontro Nacional de Jovens Mutualistas são as novidades no leque de iniciativas propostas para este ano, em que continuam a figurar as Jornadas Mutualistas Regionais e o Encontro Nacional de Dirigentes Mutualistas.

Ver galeria de imagens em: https://bit.ly/2Un3gpK