UMP estreia “Jornadas Adentro” com Restauradora de Ramalde

RAMALDE 1000

A União das Mutualidades Portuguesas iniciou, com uma visita, nesta quarta-feira, 11 de dezembro, às instalações da Restauradora de Ramalde, o ciclo de encontros “Jornadas Adentro” com os Órgãos Associativos das Associações Mutualistas.

As Jornadas Adentro têm em vista fazer um diagnóstico mais aprofundado das dificuldades e das necessidades das mutualidades e conhecer, com maior detalhe, as suas expectativas e os seus planos para o futuro. “Para além do acompanhamento e aconselhamento que a UMP sempre dá, estas Jornadas Adentro permitirão reunir um conjunto de informações importantes no sentido de ajustarmos o leque de serviços disponibilizados às nossas associadas”, explica Luís Alberto Silva, Presidente do Conselho de Administração da UMP.

“O nosso objetivo é ajudar as Associações mais pequenas a tornarem-se sustentáveis e fortes e a robustecer as de maior dimensão”, referiu o Dirigente na apresentação do conceito destas Jornadas Adentro aos órgãos associativos d’A Restauradora de Ramalde Associação Mutualista, na reunião que se seguiu à visita às instalações que agora servem de sede.

O edifício de rés-do-chão e um andar na Rua São Salvador, em Ramalde, Porto, é propriedade da instituição, mas acolheu durante largos anos a Unidade de Saúde Familiar de Ramalde, que se transferiu em julho último para instalações construídas de raiz.

Com o espaço livre, a Restauradora de Ramalde pretende instalar a sede e eventualmente alguma resposta social ou na área da saúde, de cariz mutualista, no rés-do-chão do edifício e equaciona as diferentes formas de poder rentabilizar o piso superior.

Os representantes dos três Órgãos Associativos analisaram com Luís Alberto Silva os vários cenários que se colocam sobre a mesa e os eventuais mecanismos de apoio ao funcionamento de respostas sociais e programas de financiamento a que a Associação poderá recorrer, havendo necessidade de obras de adaptação no interior do edifício.

No final da reunião, que serviu também para se inteirar de outras necessidades e constrangimentos da Associação, o Presidente do Conselho de Administração da UMP deixou uma palavra de encorajamento aos Órgãos Associativos nesta fase de revitalização da Restauradora de Ramalde, um dos exemplos de mutualidades que “estiveram quase em vias de extinção e que estão a recomeçar e na senda do progresso”.